Associação Portuguesa de Professores de Educação Física
Rede das escolas: Governo esconde extensões e ajustes diretos
O concurso de manutenção da segunda maior rede informática do País tem um atraso de mais de três anos. A rede das escolas tem sido mantida pela PT através de extensões a um contrato que caducou no final de 2010.
No dia 31 de outubro de 2011, o gabinete da secretária de Estado do Tesouro e das Finanças recebeu um ofício do Ministério da Educação e da Ciência (MEC) com o objetivo de desbloquear a verba necessária para pagar o acesso à Internet e a conectividade de mais de 6000 escolas públicas e 20 organismos que mantêm operacional o sistema de ensino no território continental. O ofício tinha a assinatura de Eduardo Costa Fernandes, chefe de Gabinete do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar. Passados 28 dias, o ofício passou a contar também com a de Maria Luís Albuquerque, que era na altura secretária de Estado do Tesouro e das Finanças e que hoje é ministra de Estado e das Finanças. Com as duas assinaturas, o MEC ficou autorizado a pagar por ajuste direto o valor devido à PT pela manutenção da segunda maior rede informática do País (só suplantada pelo Multibanco) e a proceder a mais uma extensão de um contrato que deveria ter terminado em novembro de 2010. Entre o final de 2011 e a atualidade, o mesmo contrato foi sujeito a várias extensões – mas o MEC recusa informar quantas foram feitas e o custo total que tiveram para o erário público.

Fonte: Exame Informática
Inserido em 19-02-2014 e visualizado 1604 vezes.
Utilizadores

User 

Pass 

Login automático
Recuperar password
ou mail de activação
Registar
Pesquisa
Links
Área dos Associados
Divulgue!
Inserir Documento
Contacte-nos!
Centro de Formação
Parcerias
Associação Trilhos d`Água - Escola Nacional de Mergulho
Mais parcerias »


 

(c) 2018 APPEFis

Entidade acreditada pelo
c
onselho científico-pedagógico da formação contínua
Registo: CCPFC/ENT-AP-0257/08